top of page

Quer melhorar a captação, retenção e engajamento dos seus acadêmicos?

Atualizado: 31 de out. de 2023

Então você precisa conhecer o KDD!


O termo KDD (Knowledge Discovery in Databases) foi criado por Gregory Piatetsky-Shapiro, um pesquisador de inteligência artificial, em 1989. Ele foi o primeiro a documentar o processo de descoberta de conhecimento em bases de dados. Piatetsky-Shapiro também foi pioneiro na criação de um workshop de mineração de dados em 1989, que posteriormente se tornou o KDD - Conference on Knowledge Discovery and Data Mining.


O Processo KDD, ou Descoberta de Conhecimento em Base de Dados é um processo que busca extrair informações significativas e úteis de grandes conjuntos de dados. Consiste em um conjunto de tarefas e operações, que incluem a seleção, limpeza, mineração e visualização de dados para uma melhor interpretação dos resultados.


Existem várias aplicações práticas do Processo KDD. Por exemplo, ele pode ser usado para descobrir padrões em dados médicos, para prever o comportamento do mercado financeiro ou para detectar fraudes em transações bancárias. Outras aplicações incluem a classificação de texto, a detecção de anomalias ou a classificação de imagens.


O Processo KDD pode ser usado para captar e manter alunos nos cursos de graduação de várias maneiras. Por exemplo, ele pode ser usado para analisar os dados das matrículas dos alunos e identificar padrões nos perfis dos alunos que se inscrevem em cursos específicos. Isso pode ajudar as universidades a direcionar sua publicidade para os alunos mais propensos a se matricular em seu curso.


Além disso, o Processo KDD também pode ajudar a prever quais alunos estão mais propensos a se desligar do curso, permitindo que as universidades tomem medidas para prevenir desistências. Outra maneira de usar o Processo KDD para captar e manter alunos é analisar os dados históricos de sucesso acadêmico dos alunos para definir as melhores estratégias para alavancar seus indicadores de qualidade.


Quando as organizações percebem o verdadeiro valor de seus dados, todos — seja você um Reitor, Coordenador ou Professor — podem tomar as melhores decisões, todos os dias. Chegou a vez do Ensino Superior conhecer seus dados!!!


E A SUA IES? O que está esperando para implantar a gestão de cursos baseada em dados?


Marcos Rosa




Comments


bottom of page